sexta-feira, 2 de novembro de 2012

As Almas-(na Umbanda)


Os preto-velhos, são os maiores compreendores da magia e do fundamento, são os mestre divinos da linha das Almas.
As Santas Almas, apesar de serem tidas como fé católica, passou a ser a fé de todos aqueles que erguendo os olhos para os céus, gritam por uma oportunidade ou por um socorro em seus momentos de aflições. Existem várias novenas conhecidas, ligadas as almas: a das Treze Almas, a das Nove Almas, das Almas Aflitas, das Almas Abençoadas, mas em todas o fundamento é um só: a súplica por uma interferência delas junto a Deus por terem sido encarnadas e saberem o que é ser um ser humano, com as dificuldades de sobrevivência.
Na umbanda é pouco divulgado a existência do balé das almas.
trata-se de um mini cruzeiro que geralmente é dedicado as almas.
Onde se cultua as almas, esse cruzeiro é construido,fora das dependencia do terreiro.

ali são ofertados, velas, água, arroz sem sal, flores ou crisântemo branco.
as Segunda-feira é o dia dedicado as almas, aos Preto-velhos e a exú.
CRUZEIRO DAS ALMAS.
Geralmente encontrado dentro dos cemitérios que na Umbanda conhecemos como CAMPO SANTO ou ainda CALUNGA PEQUENA, o CRUZEIRO DAS ALMAS ficou conhecido como ponto de referência para que velas sejam acesas em lembrança e homenagem das pessoas que ali foram enterradas em um ritual para que suas almas sejam levadas a DEUS.
Um CRUZEIRO DAS ALMAS é uma passagem, ou ainda, um portal onde o espírito passa de um plano vibratório para outro e o Orixa que rege este campo de ação é Obaluayê, mas o cruzeiro serve somente para isso?
Podemos interpretar "plano vibratório" como campo de energias, isso pode se aplicar a diversas situações que estejamos passando em nossas vidas como por exemplo: Uma doença física, emocional, uma obsessão complexa ou mesmo simples, magoas, ódios, rancores e todo sentimento de ordem negativa e quando falamos em TRANSMUTAÇÃO nos referimos também a modificação de vibração que nos problemas citados acima seria o oposto ou seja o lado positivo.
Se nos referimos a "planos" podemos ainda simplificar por "passagens" para que de forma simples nos tornemos mais compreendidos que da o título muito conhecido de Pai Obaluayê como também "SENHOR DAS PASSAGENS"

Direcionamo-nos agora para uma casa, centro, tenda de Umbanda onde encontramos nos terreiro sempre um "cantinho" das almas" ou o CRUZEIRO DAS ALMAS. Muitas vezes um determinado guia nos da uma vela branca e nos pede para firma-la no mesmo, logo interpretamos que estamos com eguns, quiumbas ou algum sofredor, mas nos esquecemos que tal qual no campo santo, ali também é um ponto natural e sagrado de Obaluayê e muitas vezes a "vela" não para os outros, mas sim para nós mesmos, para podermos com a ajuda do Pai Transmutarmos algo de ruim ainda que não estamos conseguindo sozinhos resolver dentro de nós.
Lembramos ainda que o Cruzeiro de um centro tem a função de proteger também a casa de ataques de seres infelizes vampiros espirituais, etc... Como no campo santo é feito.
Como podem ver nada tem a ver um cruzeiro das almas com azar ou chamamentos da morte, isso é fruto de crendices populares e gente infelizmente ainda mal informada dentro e fora da Umbanda.
Além de um campo de proteção para a casa, ali ficam direcionadas as forças do Orixa Obaluayê, para que de forma sagrada e ritualistica elas possam ser evocadas.

A grande maioria dos devotos das almas vão na segunda-feira ao Cemitério ( campo santo), levar as almas velas, rezam terços , vão pagar ou fazem promessas.
Lembrando que as almas são poderossimas e tudo fazem para ajudar, porém convém lembrar que elas costumam cobrar o cumprimento das promessas.

Oração das almas
Esta oração destian-se a pedir ajuda em qualquer caso de desepero.

Almas santas e benditas, abençoadas
de Deus e das três pessoas da
santíssima trindade, vós fostes
como eu, e eu coo vós, nem mais
nem menos. Assim, fazei o que vos peço.

[ Neste momento fazer o peido do que se quer conseguir ]

Rogo a Deus pelas almas dos aflitos e
desesperados, aqueles que morreram
afogados, com sede e fome,
e aqueles que morreram queimados e
degolados. Rogo a Deus e ao divino
espírito Santo, que lhês dêem luz,
e alguma destas almas, que estiver
perto de ver a face de Deus,
Vinde a mim falar e dizer bem claro,
isto que vos peço.

[ Neste momento, fazer novamente o pedido que se quer conseguir ]

Que eu Rogarei a Deus por vós.

Texto extraido do blog: Centro espírita Pai João de Angola

Nenhum comentário:

Postar um comentário